segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Líder sindical dos cortadores de cana de SP é vítima de atentado

::

http://2.bp.blogspot.com/_tJvLlFgEHC4/R5sQ6PaUhDI/AAAAAAAAAGw/fv9fnX-mLKg/s320/elio_neves_presidente_feraesp_001.JPG

Por Redação Revista Fórum

Presidente da Federação dos Empregados Rurais Assalariados do Estado de São Paulo (Feraesp), Elio Neves (foto) foi alvejado com um tiro na nuca no início da tarde deste domingo (23). De acordo com informações divulgadas até o momento, a liderança foi vítima da ação criminosa de dois encapuzados que se dirigiram até a chácara onde eles estava em Ribeirão Bonito (SP). A dupla chegou até o local de moto, e o homem da garupa teria saltado, afastado os presentes sob ameaça de arma de fogo e, depois, alvejado Elio Neves.

Segundo informações da assessoria de imprensa do Hospital São Paulo, em Araraquara (SP), o presidente da Feraesp deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por volta das 16h. Ele está com um projétil alojado na nuca (no lado direito da parte de trás do pescoço), que atingiu um músculo e não afetou diretamente a coluna e a medula. O risco de morte, confirma a assessoria, é mínimo. Elio foi sedado e permanece em coma induzido. Dentro de 24 horas, o sindicalista deve ser submetido a novos exames médicos.

Agentes da Polícia Militar (PM) de Ribeirão Bonito (SP) colheram o depoimento da ex-mulher do sindicalista, que estava no local no momento do atentado. Os dois encapuzados teriam rendido ela e o caseiro e ordenado para que eles saíssem correndo. Em seguida, a ex-mulher teria escutado um tiro. De volta ao local, encontrou Elio a pedir socorro, ferido e caído na varanda.

A PM registrou boletim de ocorrência por tentativa de homicídio e o caso está sendo apurado pela Polícia Civil. Ninguém foi preso e a moto utilizada pelos suspeitos ainda não foi identificada pelas autoridades policiais.

Atuação Elio Neves ocupa posição de destaque entre lideranças dos trabalhadores rurais. Ele vem participando de diversos fóruns, com papel especialmente ativo na defesa dos cortadores de cana-de-açúcar. No ano passado, Elio concedeu entrevista à Repórter Brasil sobre etanol, a situação atual e os caminhos possíveis para a melhoria das condições do trabalho no campo. Ele também representou os trabalhadores na negociação tripartite do Compromisso Nacional para Aperfeiçoar as Condiçõesde de Trabalho na Cana-de-Açúcar (leia mais sobre o acordo e a sua relação com a alimentação e a "lista suja").

Paralelamente à presidência da Feraesp, ele era diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação, da Central Única dos Trabalhadores (Contac/CUT). Conforme declarações de Siderlei de Oliveira, presidente da Contac, à assessoria de imprensa da CUT/SP, Elio havia retornado de uma viagem ao Rio Grande do Sul para ajudar na organização dos assalariados rurais gaúchos. "Estamos torcendo por Elio, companheiro que, além de grande lutador, é um grande amigo", destacou Siderlei. O presidente da Contac exige a mais ampla e rigorosa apuração dos fatos, "para que este atentado à organização sindical não fique impune".

O presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique se solidarizou com a família e os companheiros de Elio Neves neste momento difícil e assegurou que a entidade está mobilizada para garantir que se faça justiça e os criminosos não fiquem impunes. Em nome da União Internacional dos Trabalhadores (UITA), Gerardo Iglesias destacou o compromisso de Elio como líder, seu destemor na luta contra os grandes usineiros e também reiterou a importância da investigação exemplar do ocorrido.

Com informações da Agência Repórter Brasil.

::


Share/Save/Bookmark

Nenhum comentário: